quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Desenhódromo 2

Na sexta-feira, dia 07/12, aconteceu um evento muito legal no CETE (Centro de Tecnologia do Espetáculo) de Goiânia, realizado pelo pessoal da mitocôndria (http://www.mitocondria.com.br/), o Desenhódromo 2. Houve uma mesa redonda sobre arte no cenário econômico e a curtas e grossas palavras, foi discutido como pode-se faturar algum utilizando-se do talento nas artes visuais. Não sei se houve uma conclusão, mas a minha conclusão foi: você não ganha dinheiro com isso a não ser que tenha um "puta" de um talento, e uma "puta" de uma sorte! É complicado fazer disso uma fonte única e exclusiva de renda, "tem que ser muito artista!". É um segmento de mercado ainda pouco explorado.
A discussão correu em torno também da polêmica: "design gráfico pode ou não ser considerado arte?"Uns defendem que sim, pois pode ser entendida como a expressão de quem o faz, com estilo e o toque pessoal do profissional; outros defendem que é apenas um projeto, com um conceito estratégico, um conjunto de idéias que irá melhorar a imagem de um produto, serviço ou pessoa. Eu na verdade fiquei em cima do muro, não tenho uma opinião formada sobre isso, talvez até concorde com os dois lados. É eu estava lá.
Fiquei em dúvida entre a oficina de Toyart ministrada pelo Estúdio Mopa de Brasília e a de serigrafia da JPEG serigrafia, acabei optando por Toyart, até mesmo pra saber do que se tratava. E adivinha o que era??? Eu entendi como arte com brinquedos. Isso mesmo! Esse tipo de arte foi inspirada na onda dos desenhos japoneses; e é a expressão exata de uma geração super consumista que cresceu em frente a televisão, se alimentando de desenho animado e vídeo-game. Fiz um bonequinho de pano (minha toyart personalizada), foi divertido e o pessoal do estúdio Mopa é muito legal, os meninos são talentosíssimos! (http://www.estudiomopa.com/)
Não que eu tenha me arrependido, mas eu gostaria de ter feito também a oficina de serigrafia. Tomara que haja mais desenhódromos e mais eventos como esse. Eu só vi o quanto eu ainda tenho que aprender, e quantas pessoas eu tenho pra conhecer e conversar... Ainda sou só um projeto de artista!
Ilustração: Estúdio Mopa