segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Antes que o dia acabe

"Não se afobe não que nada é pra já" escuto o Chico Buarque de Holanda me dizer e eu balanço a cabeça concordando, como é que ele sabia que eu estava tão ansiosa? Hoje eu sei que eu não vou conseguir dormir cedo....Deixo o lastfm (descoberta virtual supimpíssima! dica de dona Amanda) ligado esperando que Elis Regina, Lenine, Cartola, Djavan, me dêem bons conselhos, mas eles não dizem o que eu quero ouvir! Então o rei, não Roberto Carlos ou Pelé (que nem sabe cantar diga-se de passagem), mas Elvis Presley começa a cantar "unchained melody" e eu o imaginei ali na minha sala com aquelas vestimentas e aquele fabuloso topete, fazendo dancinhas mais esquisitas que as minhas (que eu poderia muito bem copiar) com a Whoopi Goldberg (?), logo pensei em duas coisas: "se ele realmente não morreu e está vivinho da silva será q ele ainda usa topete? Ou terá ele ficado careca?" e "Joyce você precisa fazer aulas de inglês!" percebi que nem sabia o que era unchained, e segundo minhas pesquisas é algo como desacorrentada. Melodia desacorrentada, definitivamente não é um bom nome para uma música, mas foi uma trilha marcante pro filme "ghost"e pelo pouco que eu entendi e deduzi brilhantemente é uma música de amor, e com isso eu não tô podendo...Essas duas informações para mim já foram suficientes!

De repente o lastfm ficou insuportável. Pego o livro " A filha do canibal" de Rosa Montero para ver se o sono vem. Capa bonita e título intrigante. A personagem "perde o marido no aeroporto na véspera do ano novo e sua vida muda de forma inesperada" diz a sinopse. Como é que se perde um marido no aeroporto? Fiquei imaginando maridos sendo extraviados para várias partes do mundo ou sendo anunciados nos balcões de achados e perdidos, é de mudar a vida inesperadamente mesmo, caminho livre para encontrar um novo cônjuge! Não deu certo? Extravia! Ansiosa demais para saber o que acontece na história, e o porquê do título, começo a imaginar desfechos óbvios para a trama: a personagem não sabe, mas é filha do Hannibal Lecter, que cozinhou o marido da própria filha, que não sabe que herdou o paladar apurado do pai, vivendo o drama de lutar contra seus próprios instintos. Ai...muito trágico e indigesto!

Li uma página só...Deixo o livro e a minha imaginação de lado e me embalo no ronco do Lilo esparramado ali no chão. A imaginação é insistente, não consegue ser deixada de lado. Com o que um cachorro sonha? Deve ser um sonho bom, ele parece feliz dormindo! Talvez com um pão gigante (ele é doido com pão), ou quem sabe várias bolinhas de plástico de todos os tamanhos e cores, mas eles sonham em cores? Acho que para o Lilo bolinhas preto e branco não tem muita graça. É bem anos 60, eu gosto. Os cachorros dos anos 60 é que deviam ser felizes. Não me importaria de ser cachorro se eu fosse meu cachorro. E se eu fosse um acho que sonharia com coçadinhas na barriga, parece uma coisa muito boa de se receber e de se sonhar também.

O corpo cansado já estacionou, mas a mente não pára. Repasso o dia, penso no que eu tenho que fazer amanhã, tento lembrar de uma piada que me contaram, mas não me lembro do final (isso sempre acontece), acho graça assim mesmo. "Atchim!" Foi a chuva que eu tomei mais cedo, e eu não me importei nenhum pouco. Diálogos se formam na minha cabeça, uns existiram, outros não. Formulo diferentes finais para cenas da minha vida, o que a faria mudar inesperadamente? Afugento qualquer idéia relacionada à marido e canibalismo.

O Seu João Pestana pede licença para trabalhar e eu me rendo ao sono, em segundos meus cílios já estão amarrados com nós de marinheiro.

Lembrar-me de não ouvir "Unchained Melody" perto de objetos pontiagudos.

9 comentários:

  1. esses textos aleatórios sempre são um máximo!

    ResponderExcluir
  2. Formulo diferentes finais para cenas da minha vida...

    Vou tentar reformular...
    Sua criatividade expande os limites e se confunde com a vida....


    Os cachorros dos anos 60 é que deviam ser felizes.

    uma mistura de tudo que eu gosto!

    Esse texto me fez um bocado mais feliz!

    ResponderExcluir
  3. era a isso que vc se referia qndo disse que eu te contagiei, né?
    =P
    mas... por que a whoppi?

    gente! perder maridos no aeroporto pode ser horrível. e pode ser maravilhoso! e, sim, desfechos óbvios... hahaha
    o lilo deve sonhar com barras de saias e bolinhas sessentistas (?) em preto e branco!

    aaai, adoro!
    quando o elvis for cantar aí na sua sala, vc me chama? =D

    ;*

    ResponderExcluir
  4. A música é trilha do filme ghost! Só consegui imaginar a whoppi dançando com o elvis! hahah!

    ResponderExcluir
  5. Eu tinha um professor de biologia parecido com o Elvis..ele fazia performances durante as aulas!
    Era bem legal!
    Eu gosto do Elvis! :D

    E viva tudo que não tem sentido!!!
    \o/

    hehehe..

    bjuu!
    :***

    ResponderExcluir
  6. eu sei quem é esse professor...Ulisses???

    ResponderExcluir
  7. é, o próprio!
    iuahaiuhaiuahiuahaiu...
    figuraaaaa!!

    :***

    ResponderExcluir
  8. Read your article, if I just would say: very good, it is somewhat insufficient, but I am

    still tempted to say: really good!
    Personalized Signature:面对面视频游戏,本地棋牌游戏,本地方言玩游戏,打麻将,玩掼蛋,斗地主,炸金花,玩梭哈

    ResponderExcluir
  9. Good article, good things, good feelings, good BLOG!
    Saftey Net

    ResponderExcluir

Você acaba de ganhar um vale-pitaco!