sábado, 6 de junho de 2009

Flagrante

Dia cinco do mês seis de dois mil e nove, exatamente às dezoito e dezessete da tarde, eu giro a chave do portão da casa dos meus avós e entro em silêncio pé ante pé, indo até a janela da sala para surpreendê-los. Vovô e vovó sentadinhos no sofá de mãos dadas, assistiam televisão entre olhares e sorrisinhos um para o outro.

4 comentários:

  1. Ôooo, gente!
    Que gracinha!!!

    *.*

    ResponderExcluir
  2. Ai, que vergonha!! Antes isso que pegá-los peladinhos... uhauha

    ResponderExcluir
  3. aí eu volto atrás e penso: "é, não tem jeito. apesar de tudo eu ainda acredito."

    ResponderExcluir

Você acaba de ganhar um vale-pitaco!