segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Famílias que a gente escolhe.

Eu sou feliz com a minha família. É na bagunça e no grito que a gente se entende e é quando nosso amor nos une. Sempre foi assim, acho que sempre será enquanto eu viver e enquanto insistirmos em nos reproduzir. Eu me lembro com saudade das reuniões barulhentas da família Abreu. Crianças berrando por todo lado, risadas exageradas, muita comida, os mais velhos mandando nos mais novos, e os mais novos aguardando ansiosamente o dia em que atingirão idade suficiente para então mandar nos mais novos ainda. Ao longo dos anos de convivência eu entendi que em família onde só tem cacique é muito difícil ser índio. Sei que eu me divertido, apesar desses momentos estarem cada vez mais escassos. Não sei o que acontece, espero que não seja uma mudança de comportamento, seria uma decepção nesse mundo.

Quando falo da minha felicidade fraternal não me refiro só à família de mesmo sangue e mesma genética, mas à que a gente guarda no coração. Eu tenho pelo menos umas três famílias assim, posso dizer que estou bem amparada nesse mundo. Sei que tirando dinheiro emprestado eu posso pedir qualquer coisa aos quem eu chamo, sem demagogia alguma e deixando de lado a religiosidade que o termo implica, de irmãos. São postiços, são pau pra toda obra, tem carinho por mim, e eu só não digo que não viveria mais sem eles porque talvez até vivesse, mas para isso eu pegaria umas aulinhas com o Chuck Norris para deixar de ser mulherzinha.

Nesse processo todo, entendido também como ciclo natural da vida em sociedade, em que pessoas entram e saem das nossas vidas sem serem convidadas, por mero e caprichoso acaso, acontece de ao levar um irmão, levar também um pai ou uma mãe de brinde, às vezes até o pacote completo, que inclui os problemas que passam a ser seus, os amigos da família e até os bichinhos de estimação. Numa dessas eu ganhei a família Martinez. Minha família made in Uruguay, com opção de áudio em espanhol e francês.

A Escola de Línguas Uruguay Espanha - ELUE, negócio da família há mais de 10 anos , foi por muito tempo uma extensão da minha casa, mais específicamente durante todo o período de faculdade. Eu só não falo espanhol e francês fluentemente por minha culpa, máxima culpa, por ser uma aluna relapsa e preguiçosa. O que aprendi foi de conversação com eles, discutindo política em espanhol com o Seu Luiz e ensinando a Dona Lila fazer biscuit, entre uma aula e outra que ela me dava. Eu sei o suficiente, os entendo e eles me entendem. Comunicação é o que importa não é mesmo?

Todos os anos a ELUE faz uma festa de encerramento de ano letivo com tema de países de língua espanhola. O país da vez esse ano é a Colombia. E eu sempre trabalho na festa, esse ano subi de posto, passei de recepcionista à caráter, para apresentadora, ou seria animadora? Tanto faz, o que importa é que eu anunciarei as atrações da noite. Será que eu tenho voz, porte e animação para tanto?

Aproveitando a deixa pra fazer "merchan" de graça, porque de família a gente não cobra! Vamos para a festa!


Propagandas e nostalgias à parte, na lição de hoje eu aprendi que: num mundo onde tudo é efêmero, a família é a única coisa de valor que temos. Tento passar essa imagem de desapegada das coisas e das pessoas, mas no fundo no fundo ninguém quer ser só, estar longe, sentir-se desamparada, porque eu sei como saudade é uma coisa que dói, solidão deve ser insuportável. E na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, são os que nos amam que estão ali para compartilhar o peso ou o bônus...o resto é puro acidente de percurso em nossas vidas ou aprendizado...

Bora ser uma grande família feliz?

3 comentários:

  1. Que lindo post! Daí eu sou da sua família virtual, né? *___*

    ;o***

    ResponderExcluir
  2. Que gracinha esse blog, Joycita!
    Sua cara...
    Sobre o texto-propaganda (rs), é tão bom ter amigos, né. É bom poder escolher com quem partilhar a vida! Adoro os meus... Bju pra vc minha linda!

    ResponderExcluir
  3. Olá, passei pra conhecer o blog, e desejar bom fds
    bjsss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir

Você acaba de ganhar um vale-pitaco!